CONSUN – Relato da sessão do dia 24 de junho de 2016

A sessão do dia 24 de junho foi uma sequência da sessão anterior, ocorrida no dia 10 de junho, por isso não houve o momento de “expediente”, apenas a “ordem do dia”, que tratava basicamente do parecer de vistas do conselheiro Rui Muniz (representante dos servidores técnico-administrativos) em relação ao PDI da UFRGS para o período de 2016 a 2026, apresentado pela reitoria ao CONSUN no começo de abril e relatado neste conselho pela sua Comissão de Legislação e Regimentos. Leia AQUI o texto do PDI 2016-2026.

O conselho reprovou todas as 23 propostas de alteração e/ou inclusão de itens no texto do PDI, referentes aos objetivos estratégicos da universidade para este período. As propostas previam, em linhas gerais, mais democracia e transparência na gestão da universidade, melhores condições de trabalho e estudo para a comunidade universitária e mais possibilidades de qualificação para os STA´s, e por isso o conjunto de representantes da Representação Autônoma Docente votou a favor de todas estas sugestões do parecer de vistas. Leia AQUI e AQUI o parecer de vistas apresentado pelo conselheiro Rui Muniz.

De qualquer forma, a Comissão de Legislação e Regimentos aceitou modificar a redação de alguns dos itens questionados, a fim de tentar contemplar as demandas contidas no parecer de vistas do conselheiro Rui Muniz. Para tanto, nossa participação foi fundamental durante a sessão, demarcando nossa posição em várias falas, contrapondo e denunciando, inclusive, as tentativas de manipulação por parte da presidência da mesa e de alguns conselheiros diretores de unidades, na tentativa de desqualificar não somente as ideias, mas a própria pessoa do conselheiro que estava sugerindo e defendendo as alterações no PDI.

O debate demonstrou claramente as diferentes concepções de universidade, os diferentes entendimentos sobre a situação atual e os rumos da UFRGS, e serviu para ratificar aquilo que já sabíamos e denunciávamos desde a campanha para a representação docente: de que existe um claro arranjo prévio às sessões do Conselho, onde as decisões são tomadas a portas fechadas, e de que qualquer proposta que venha de alguém alheio ao “consenso de diretores” ou dos críticos da administração central da universidade é sumariamente rechaçada na sessão, ainda que muitos conselheiros possam concordar com a proposta em si. Ou seja, a partir de quem venha a pauta, sequer tais conselheiros se dão ao trabalho de considerá-la, conforme exposto por uma diretora de unidade.

Após a finalização da discussão do PDI (onde pudemos novamente tocar no assunto e reforçar a posição de defesa da paridade nos processos de consulta na UFRGS), iniciou-se a discussão de um ponto de pauta referente aos processos de regramento dos concursos da carreira EBTT (Docentes do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico) no âmbito da nossa universidade. Como foram feitos questionamentos a respeito do anexo ao parecer da Comissão de Legislação e Regimentos, a discussão se manteve em aberto e não foi finalizada nesta sessão, devendo ser retomada na próxima sessão ordinária do CONSUN. Conheça o parecer sobre as Normas de Concurso da carreira EBTT clicando AQUI e AQUI.

A próxima sessão do CONSUN, dia 08 de julho, é especificamente dedicada ao processo de consulta para a Reitoria, daí a enorme importância da participação de todxs!.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close